ENSINAMENTOS: DE PAI PRA FILHA!

 

Minha história com o Tricolor, o MAIS QUERIDO, começou muito antes do meu nascimento.

Em 77 meu Pai, Ângelo, explodia de alegria com a conquista inédita do tricolor: o 1º Brasileirão, desde então, minha mãe conta que foi uma febre, meu Pai se vestia da cabeça aos pés com as cores do Tricolor.

Passado algum tempo, me possibilitaram vir ao mundo. Já nasci campeã, pois em 86, quando nasci o SPFC conquistou o bi-campeonato brasileiro, e como meu Pai fez anos atrás, chegou a minha vez de me vestir com manto DO MAIS QUERIDO e, daí em diante éramos unidos, tipo um só. Vivemos momentos inexplicáveis em que eu era acordada aos gritos de gol, aos gritos de VAMO SÃO PAULO, e aos gritos da minha mãe chateada com a festança toda.

Os anos foram se passando, cada um deles especialmente marcado pela historia do SPFC em minha vida. Este clube que, apesar de, na época, eu não entender a grandeza do que acontecia, era um perfeito elo, unindo eu ao meu Pai a cada dia.

Em 1991, o Tri-campeonato Brasileiro. Em 1992, seis anos de idade, me lembro muito bem que já tinha autorização da minha mãe para participar das comemorações nas ruas da minha pequena cidade, junto com o meu Pai. Desta forma, começava o sentimento agir independente de meu Pai, pois eu deixava de apenas acompanhá-lo, eu passava a fazer parte dos acontecimentos, que aliás, foram brilhantes: o 1º título da LIBERTADORES, o 1º MUNDIAL o sentimento foi do tipo, primeiro amor estilo Macaulay Culkin, aquele amor de criança, puro e sincero, que fazia parte da comemoração, que chorava durante os jogos, que ficava rouca, enlouquecida!!!

Em 1993, foi a explosão do amor verdadeiro, não me lembro de detalhes de todos os jogos da LIBERTADORES, mas, com certeza a final, a consagração do Zetti, a invasão tricolor no gramado, o grito de Bi-Campeão os LIBERTADORES DA AMÉRICA, isso esta gravado e cravado no peito, como a conquista do MUNDIAL no mesmo ano, os narradores dos diversos canais, enlouqueciam gritando que o SPFC era o DONO DO MUNDO.

Após viver as emoções da LIBERTADORES as atenções voltaram para o Brasileirão. Em 2006, veio o presente de aniversário (20 aninhos) o Tetra-Campeonato do Brasileirão, fiquei enlouquecida, ao ponto de perder a voz, e ir pra rua comemorar com a galera.

*.*

Destaque pessoal: nesta época existiam grandes problemas familiares, separação dos meus pais, nos meus 17 anos, a indignação por ver a MÃE traída e maltratada emocionalmente, revolta que fez com que Eu me afastasse de meu Pai em 2003, culminando com a mudança para outra cidade em 2004. Longe da família e dos amigos, minha diversão, minha glória e realização, era viver e respirar SPFC, morando sozinha mas, com a sensação de ser acolhida por milhões da Família Tricolor.

Voltemos ao SPFC:

Sentimento igual ao vivenciado em 1993, repetiu-se em 2005 com o Tri-campeonato. Foi a Glória o AMOR MAIOR, Rogério Ceni um Espetáculo a parte, um guerreiro predestinado a vencer, dedicado ao extremo ao seu bem maior (SPFC). Neste ano minha sobrinha, Mayra (filha do meu irmão Santista), transformou-se em São-paulina alucinada como eu, ela que antes torcia só para o Rogério Ceni Futebol Clube vai a loucura com a conquista da LIBERTADORES, entrando em êxtase com o MUNDIAL do mesmo ano, através do gol do oportunista e ‘monstro sagrado’ Mineiro. Comemoramos o dia todo, só as duas, fazendo aquele churrasco enlouquecidas.

Mas, algo me faltava nesta comemoração… sentia a falta de meu velho Pai, e, sem pensar duas vezes, peguei o telefone e liguei pra ele, após quase dois anos (2003 – 2005) que eu fiquei sem ouvir a sua voz. Quando ele disse ¡Hola! (ele é Brasiguai = Brasil/Paraguai), eu pedi sua benção e, o silêncio imperou, daí num passe de mágica ele perguntou se eu tinha assistido ao jogo, as lágrimas eu disse que sim e ele disse q acompanhou tudo pelo rádio (tortura). Desde então, o nosso amor ressurgiu, graças ao amor que depositamos ao SPFC.

A partir desta data, comemoramos grandes conquistas, como o BRASILEIRÃO em 06, 07, 08. Não sem sofrimento, sem dedicação, pelo contrário teve muita garra por parte dos nossos guerreiros que atendem pelo pseudo de JOGADORES DE FUTEBOL. Passando por momentos de descrenças, ressurgindo a partir do 1%, matematicamente impossível, assim o SPFC se fez ao longo destes 6-3-3.

E, assim, eu fui e vou vivendo paralela as conquistas do MAIS QUERIDO, conquistando meus objetivos e realizando os meus sonhos. O SPFC me acompanha em todos os momentos, durmo e acordo pensando nele, desde a música de formatura a entrada com a bandeira do GLORIOSO, no ápice da festa. Eu e meu velho Pai de braços dados, com a Bandeira do SPFC, para loucura dos convidados.

Te amarei pela eternidade porque é a razão de muitas alegrias e felicidades na minha vida, meu glorioso e amado SÃO PAULO FUTEBOL CLUBE!

*Agradecimento especial ao amigo, MAFTEI CHELES!!!

Saudações Tricolores!!!

Adriana Roa

http://twitter.com/drikaroa

Anúncios

10 respostas em “ENSINAMENTOS: DE PAI PRA FILHA!

  1. Sempre bom lermos histórias de amor do nosso querido tricolor…e cada história que lemos, nos emociona ainda mais, saber q nada nesse mundo se compara ao amor pelo querido tricolor….

    História lindaaaa…eu ja tinha lidoooo e reli denovo, pq smp vale a pena recordar as lindas histórias dos queridos torcedores…

    Amooo vc sua lindaaaa
    Bjus
    Tricolor eu amooo vc…como eu te amoooo tricolor….

  2. Ótimo texto!!! Muito bom ver pai e filha movidos por um ideal, se esse ideal for o Tricolor Mais Querido entw… E mtooooooooooo feliz tbm por eu ser lembrado nesse texto, minha “filha” hahaha
    Parabéns!!!

  3. Muito Linda a história, é muito emocionante ler sobre as experiencias da familia tricolor. fui as lagrimas. Que vc e seu pai possam curtir muitos momentos tricolores juntos. Vc é Demais e Merece toda felicidade do mundo. Meu desejo de Coração para vc.

  4. emocionante ver as historias de amor pelo TRICOLOR MAIS QUERIDO!!
    da ainda mais ORGULHO de fazer parte dessa nação!!

  5. essa linda histora.so acontece com spfc.e vc paaticipou desse linda historia sua pai foi um desse fanaticos.saopulinoe de coaraçao.e vc comtinuar essa linda historia parabens.ser saoapulino e ser diferente de todos os outros.essa sua historia e de emocinar.linda

  6. Adorei sua história!! Acho q torcer pelo São Paulo Futebol Clube pra mim já foi uma coisa predestinada, poís nasci no ano de 1993, quando o SPFC realmente se consagrou com as conquistas do bi da Libertadores e do Mundial!! Agradeço muito por isso e por Deus ter colocado o SPFC na minha vida!!

  7. Dri, maravilhoso depoimento de amor e militância São Paulina! Adorei conhecer um pouco mais da sua história com o nosso Soberano. Emocionante! Você é demais!
    Um beijo enorme e Tricolor!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s