O RACHÃO DO CARPEGIANI

Fonte: Uol

Boa tarde Nação Soberana!

Final de semana esquisito sem jogo do tricolor! Também pudera depois daquele jogo da semifinal contra o Santos. Li muita gente que julgou a eliminação como injusta, devido ao volume de jogo que o Maior do Mundo teve, inclusive pelas chances criadas no primeiro tempo. Posse de bola e volume de jogo ajudam, mas não ganham jogo! Vide o jogo São Paulo x Liverpool, que nos garantiu o Tri-Mundial, onde os ingleses massacraram o Tricolor em posse de bola e chances perdidas.

Acompanhei no Morumbi os últimos jogos do São Paulo e é nítido a queda de desempenho de alguns jogadores, como Jean e Ilsinho. Mas a desorganização tática do time em campo é absurda pra um time que treina diariamente há quatro meses, com o mesmo elenco, mesma comissão técnica e jogadores. Vimos lances como dois jogadores do Tricolor disputando a mesma bola, após tiro de meta do Rogério. Isso sem nenhum jogador do Santos por perto. Neste mesmo jogo, Dagoberto e  Ilsinho despediçaram um contra-ataque quando o primeiro fez um ‘corta-luz’ para o segundo, que deixou a bola sair pela lateral.

Nosso lado direito conta com um zagueiro improvisado, um volante sem posição fíxa e um ala avançado, que faz as vezes na meia. Ou seja, há uma avenida onde nenhum jogador se posiciona corretamente e os adversários aproveitam. Basta lembrar de como surgiu o primeiro gol santista na semifinal. Quarta-feira, o Avaí chegou diversas vezes pelo mesmo lado mas, devido a incopetência de seus avantes, não marcou gol, para nossa sorte!

Por que será que Muricy e Silas viram essa deficiência tática e Carpegiani não viu? Sem contar que diversas vezes, em ambos jogos, vimos nossa zaga arriscando dribles na defesa, nossos meias e atacantes tentando toques de calcanhar ou entre as pernas dos adversários e nossos volantes e alas fazendo lançamentos e cruzamentos pra ninguém!

A impressão que tive nesses últimos dois jogos é que os treinos do time tem sido verdadeiros ‘rachões’, aqueles treinamentos descontraídos onde o Ceni joga no ataque, o Miranda é o meia e o Dagoberto apita o recreativo. Parece que nosso time entra em campo e cada um faz o que bem entender. Nem o time lá do meu antigo trabalho jogava assim, o “Real Matismo”, onde aqueles senhores eram organizados taticamente, mas o físico não contribuia.

Não estou dizendo que o Carpegiani precisa ser demitido! Mas acho que ele precisa rever um pouco do seu conceito na escalação e posicionamento de alguns jogadores que são indiciplinados ou não estão rendendo o esperado. Há jogadores que estão no elenco e merecem chance de atuar, pois não é possível que os titulares treinam sempre muito bem e não se comportam da mesma forma em campo.

Bem, é só a minha modesta análise. E vocês, o que acham?

Grande abraço.

Celso Santos

@Cel_Ss: Apaixonado pelo São Paulo, sou engenheiro, colunista e administrador do blog Os Soberanos. Escrevo minhas colunas eventualmente, bem como entrevistas aos Sábados.

Facebook.com/Santos.Celso

Anúncios

6 respostas em “O RACHÃO DO CARPEGIANI

  1. O dribles da zaga incomodam? Sim…
    Os meais perdendo a bola antes do meio de campo incomodam? Muito…

    Mas se as finalizações estivesse no seu 1/4 ou até mesmo 1/5 de aproveitamento, esses erros mal seriam percebidos…

    Gosto muito do Jean, lutador, habilidoso, ótimo volante e ajuda na organização do meio (quando em sua posição). Mas como o Jean tem errado… ta d+…

    Não sei o que pensar…

    @atilajss

  2. Concordo!
    No jogo contra o Havaí não tomar Gol foi positivo! Mas infelizmente não tivemos futebol convincente!

    Em alguns momentos tivemos bons lances, devido a jogadas individuais, até o Jean participou bem do jogo. Mas quando chegava na cara do gol, perdia gols, mas não é o Jean que define o jogo.

    Outro ponto é, quando o time é substituído fica lento, as opções de velocidade jogam todas no primeiro tempo, e não resta nada para o segundo tempo.

    Por exemplo, o Rivaldo, não é um jogador de velocidade, mas ele põe a bola onde quiser.

    E outros jogadores como o Marlos, que dão velocidade, nesse jogo estava contundido.
    Sou a favor de deixar para o segundo tempo jogadores de velocidade que definem o jogo, que podem adiantar a bola, como Ilsinho, para aproveitar melhor o Dagoberto em sua boa fase.

  3. Acho que não é questão de ver, e sim questão de reposição no elenco! se perdemos 2 zagueiros, ficaremos sem nenhum reserva, se perdermos mais algum meio de campo ficaremos sem nenhum reserva, acho que o PCC ta fazendo um bom trabalho. vamos dar tempo ao tempo e torcer para que menos jogadores se machuquem.
    Abração celso! @OneFoLLowBack

  4. Rachão do Carpegiani…boa definição para o esquema tático do tricolor…já vi mais vezes 2 jogadores em uma só bola, é besteira. Pode acontecer de alguem machucar o próprio companheiro de equipe ( na última Copa do Mundo aconteceu isso, jogadores da Suíça). Ilsinho tem jogado melhor quando entra no segundo tempo, sabe-se lá porque. Jean caiu muito de rendimento, no último jogo estava mais do que evidente. Dagoberto, se não ficar “magoadinho” com Luis Fabiano( Digo magoado porque ele é temperamental e quase sempre sai reclamando), é importantíssimo para o time. A verdade é que perdemos gols DEMAIS…a vontade é de entrar no campo e marcar um gol pelo Marlos…esses gols perdidos farão falta…
    Quanto a lateral, sem comentários…Jean é um excelente volante, vem enganando na lateral, mas um lateral de verdade faz falta ao elenco. Rivaldo deveria ser mais aproveitado, ao meu ver, já que ele consegue fazer a bola chegar ao ataque….só falta colocar ela pra dentro! =D

    Parabéns pelo texto 😉

  5. Estou realmente impressionado com a qualidade do texto original e dos comentários subsequentes. Parabéns ao Celso Santos belos belos textos e pela nação TRICOLOR por seu senso crítico e equilibrado.

    Na minha modesta opinião, o time está mal escalado e desorganizado. Mal escalado, porque falta no time titular alguém que faça a distribuição de jogadas e seja o ponto de equilíbrio no meio campo. Falta também um ponto de referência no ataque, alguém que faça os gols, que insistem em não sair. A notícia boa é a que temos estes jogadores no elenco.

    Outrossim, o posicionamento da equipe também está equivocado. A evidência é o Jean ser o “homem quase-gol” do time. Crucificar o Jean seria tolice: ele é um ótimo jogador, desde que atue na posição dele.

    Eu ainda acredito que vamos ver este elenco vencedor, pois capacidade não falta. A deficiência está na direção técnica.

    Grande abraço!

  6. Cara não da pra um time como o São Paulo ficar acumulando vergonhas como tem sido utimamente, puxa vida cada decisão é um fracaço! Depois que mandaram o Muricy embora o São Paulo não teve mais um técnico descente, mais tbem não podemos cometer injustiças, chamar o Lucas de pipoqueiro é brincadeira, o cara que escreveu aquilo é um tremendo de um imbecil, foram caras como esse q colocaram o Kaká pra fora do time injustamente. Não podemos esquecer que o Lucas estava voltando de lesão, o Carpegiani tem que parar de ser burro e colocar o Rivaldo pra jogar meu, tem que tentar pra saber!
    O sr. Juvenal Juvencio tbem tem q parar de falar besteira e trabalhar, com um presidente como esse nós estamos ferrados!!!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s