FUTEBOL: PAIXÃO OU OBSESSÃO

Saudações Soberanas!

Fim de semana triste após a última quinta-feira. Como muitos torcedores, não entendo como um time que tinha tudo pra sair com a classificação perdeu de forma tão medíocre. Mas não é sobre o jogo que quero falar, e sim dessa paixão que nos move chamada Futebol.

Sempre me vi como uma torcedora apaixonada, daquele tipo que discute até com a mãe por causa do time, que desiste de tudo pra ver o jogo do Mais Querido, que tem a camisa do time como manto sagrado! Uma derrota como a última me leva a chorar, a perder o sono e a fome. Assim como o Mito disse “tenho vontade de enfiar a cabeça dentro de um buraco.”.

Assim como eu e você que está lendo, existem milhares de apaixonados capazes de coisas grandiosas pelo SPFC, que fazem do próprio uma religião. Mas pergunto: Qual é o limite para essa paixão?

Ontem li diversas matérias, inúmeras opiniões sobre a derrota. Cada torcedor fazendo sua análise passional: #ForaParaíba #ForaMarlos #ForaXandão, #Dagolixo Lucas pipoqueiro o novo Kaká do Morumbi. De repente o melhor elenco do Brasil até quarta-feira passou a ter os piores jogadores do mercado. Quem era craque se tornou medíocre e quem já era contestado agora é abominado. Paradoxal não é mesmo?

Enquanto tudo não passa de uma questão de opinião, por mais questionável ainda pode ser aceita, mas quando passa da razão? Lamentavelmente a torcida que tanto se orgulha do status de ‘elite’, que tanto zoa corinthianos e flamenguistas se iguala a eles em atos de vandalismo.

O que move um torcedor que se dirige ao estádio ou CT e picha os muros do que ele próprio chama de casa? É amor? Será mesmo que esse ‘amor’ nos dá o direito a atentar contra o próprio patrimônio?

Ontem felizmente foram somente pichações, mas quantas vezes não veremos ônibus apedrejados, estádios destruídos, pessoas acuadas. Quantos torcedores inocentes já não morreram em nome de um tal ‘amor’ ao seu time de futebol, que direito é esse? É assim que se comporta um Soberano?

Toda manifestação contra o time é bem vinda, desde que não agrida ninguém. Vamos pensar bem antes de agir, um pouco racionalização não faz nessas horas. Pensem bem!

Um abraço goiano orgulhosamente Tricolor,

Adriane Ribeiro.

Foto: Ag. Estado

Anúncios

8 respostas em “FUTEBOL: PAIXÃO OU OBSESSÃO

  1. que texto fera heiiin Drii! mandou bem demaiiis…
    concordo 100%..manifestação não é vandalismo.

    Parabéns! bjoo
    @gustavobotella

  2. É uma paixão inexplicável. Não consigo medir meu amor pelo São Paulo, perco a cabeça com uma derrota, fico com raiva, xingo a tudo, mesmo assim meu amor pelo Tricolor não acaba. Mas tem “torcedor” que não sabe como lidar com isso e vai ser vândalo, vai destruir o patrimônio do clube que ama (que na verdade, não ama).

    Eu mesmo citei no meu Twitter (@luuiz_felipe94) que por mais que o clube fosse eliminado ou fosse campeão, meu amor pelo SPFC não iria mudar, pelo contrário, só aumentaria.

    É uma pena ter perdido a vaga do jeito que perdeu, é lamentável ver “torcedores” pichando o Morumbi. Uma coisa é certa, meu amor pelo São Paulo FC só aumenta.

    Rumo a Libertadores 2O12!

  3. Otimo texto, e isso mesmo independetemente do que aconteceu o amor ao SPFC, e maior que tudo que qualquer vitoria ou derrota.Sempre tricolor.

  4. Texto muito bom, colocou tudo que nós torcedores estamos sentindo, fera demais …
    Parabéns show de bola

    Beijão

  5. Driiii

    Orgulho Mooor de vc minha linda…
    O texto ficou espetacular….

    Todo o amor, toda a manifestação em relação ao clube, perde a razão de existir a partir do momento que utilizam de atos de vandalismo e violência…

    “Amo demais o meu SPFC, para tentar contra o meu próprio patrimônio…”

    Bjuu

  6. Mas o básico do esporte é o entretenimento, tanto faz os resultados do time, o importante é a diversão que o esporte causa. Sempre vou ao estádio e fico bravo quando o time perde, óbvio isso, mas isso passa. E fico triste com esses “torcedores apaixonados” que depredam o clube e carros dos jogadores. Até parece que todos que fazem isso não têm dias ruins em seus trabalhos e quando chegam em suas casas os seus diretores e companheiros de trabalho picharam os seus muros e quebraram os seus carros. Por isso que quando vou ao estádio não posso levar a minha namorada e alguns sobrinhos, deixando de levar potenciais novos torcedores a casa do meu time.

  7. Pingback: Força, Xandão! « Fã Clube do Zagueiro Xandão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s