DARÍO PEREYRA

Em 19 de outubro de 1956, em Sauce, no Uruguai, nasceu um dos melhores zagueiros da

história do futebol. Conhecido pela união de técnica e raça, característica dos jogadores

uruguaios, Alfonso Darío Pereyra começou sua carreira nas categorias de base do

Nacional de Montevidéu, na época como meia. Classe e tranqüilidade definiam bem o seu

jeito de jogar futebol.

Com 18 anos, pasmem, já era capitão no Nacional e da Seleção Uruguaia, na época

como meia armador, talvez daí tenha vindo toda a sua intimidade com a bola. Em 1976 o

São Paulo já tentava sua contratação, no entanto havia uma lei que proibia a saída de

atletas uruguaios antes de 21 anos completados. Darío nessa época tinha apenas 20

anos, era preciso esperar mais um pouco.

Chegando ao tricolor paulista em 1977, Darío gerou enorme expectativa. Em sua estréia,

logo com a camisa 10, todos esperavam uma atuação surpreendente, o que não ocorreu.

Muito peso sobre o garoto, Darío sentiu-se intimidado pela grandiosidade da torcida, pela

distância na família e as dificuldades com o português. Mesmo na conquista nacional de

1977 não rendeu o que era esperado. Em um jogo emocionante contra o Atlético Mineiro.

naquela época o time fantástico formado por Valdir Perez, Getúlio, Tecão, Bezerra e

Antenor; Chicão, Teodoro, Darío Pereyra e Viana; Mirandinha e Zé Sérgio conseguiu o

que poucos acreditavam, faturar a taça em pleno Mineirão, contra um time que não havia

sido derrotado em todo o campeonato.

Depois disso, com uma inconstância muito grande, o craque oscilava entre boas e más

partidas, com algumas contusões entre elas. O São Paulo passou a amargar derrotas

entre 1978 e 1979, a coisa não ia nada bem. Um 1980 a promessa era a de um novo São

Paulo, remodelado, que iria entrar para a história. Na época, em um clássico empatado

contra o Corinthians, sem um quarto zagueiro no banco de reservas para substituir

Gassem, que estava contundido, o técnico Carlos Alberto Silva escalou Darío na posição,

deixando todos apreensivos. 13/07/1980, foi a partir desse dia que Darío mostrou seu

futebol, ele e mais dez. Nesse ano ele foi considerado o melhor jogador do campeonato

paulista atuando como quarto zagueiro, e esse título nós levamos para casa.

Nesse mesmo ano, em um golpe de mestre, o tricolor contratou o zagueiro da Seleção

Brasileira Oscar para atuar ao lado de Darío. E aí formou-se a maior dupla defensiva da

história do futebol brasileiro, entrosamento perfeito, Darío evoluiu. Ambos saíam da área

para fazer gols, e Darío, com habilidade de meia, tinha um chute poderoso e preciso.

Defendendo, era impecável nas divididas e antecipações, não perdia uma bola, ganhava

pelo alto e por baixo! Don Darío Pereyra pode ser comparado ao grande Roberto Dias,

cujo comentário é dispensável.

 

Participou ainda da conquista nacional em 1986, deixando o clube em 1988. A partir daí,

defendeu as camisas de Flamengo em 1988, com rápida passagem, e do Palmeiras em

1989. Já em fim de carreira, jogou no futebol japonês, sagrando-se campeão da Copa do

Imperador em 1990. Como jogador, é conhecido como um dos zagueiros mais técnicos

que já passaram pelo futebol nacional.

Como técnico de futebol, iniciou o trabalho no Maior do Mundo, comandando as divisões

de base, e depois liderando a equipe profissional em 1997. A partir daí treinou Coritiba

(1998), Atlético Mineiro (1999), Guarani (2000), Corinthians (2001), Paysandu (2002 e

2003) e Grêmio (2003).

Sem dúvida Don Darío Pereyra será lembrado para sempre como um dos maiores

jogadores do futebol mundial. Mais que isso, sua identificação com o São Paulo Futebol

Clube é incontestável, o mais querido estará sempre em seu coração, e ele estará sempre

no coração da sua torcida.

Fred Valoz

@fred_valoz

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s