Para fazer número!

Renganeschi

Renganeschi

Saudações Soberanos!

Esta semana a @dri_rb no seu texto “Hermanos Tricolores” falou sobre um grande ídolo argentino o grande goleiro e técnico José Poy e do novo argentino no elenco: Cañete.

Hoje quero voltar algumas décadas e comentar com vocês sobre o título paulista de 1946 conquistado pelo Maior do Mundo.

A primeira partida disputada pelo São Paulo foi no dia 14/4/1946 e começou bem sapecando uma goleada de 4 x 0 no Jabaquara. O que mostrou que o time viria com tudo na briga pelo seu bicampeonato, pois se sagrara campeão um ano antes.

Depois foram inúmeras vitórias mais 58 gols marcados e 20 sofridos e apenas 3 pontos perdidos em três empates pelo placar de 1 x 1. Dois contra a Portuguesa e um contra Palmeiras. É importante dizer que pela fórmula de disputa da época seria campeão aquele que menos perdesse pontos.

A equipe que brigou pelo título até o final do campeonato foi o SCCP que perdeu apenas 4 pontos durante todo o campeonato.

Na última rodada o Tricolo enfrentou o Palmeiras e precisaria vencer para levar a taça de maneira invicta. Caso empatasse seria disputada uma nova partida contra o Corinthians.

Como era de se esperar a partida foi extremamente disputada. E em uma dividida quem se deu mal foi o zagueiro tricolor Renganeschi. Como não se podia fazer substituições na época, ele ficou em campo apenas para fazer número. Com isso o São Paulo jogou com um a menos boa parte da partida. Tiveram mais duas expulsões, duas de cada lado e quando tudo parecia indicar que teria o jogo extra, Bauer chutou forte e acertou a trave e no rebote o São Paulo marcou. Gol do título. Gol do bicampeonato. Gol do título invicto. Gol de quem só fazia número dentro de campo. Gol de quem foi para o sacrifício. Gol de um argentino que entrou para a história por sua raça e por este gol. Gol da dedicação ao seu clube. Gol de Armando Federico Renganeschi.

Renganeschi foi outro argentino que se tornou ídolo no Tricolor principalmente por este jogo. No total ele fez um total de 107 partidas com o manto sagrado. E o mais incrível, apenas um gol, mas O GOL.. Ele também foi técnico da base em 1950 e 51 e técnico do time principal em 1958.

Abaixo segue a ficha do jogo e toda a campanha do São Paulo no campeonato.

Abraço e boa semana para todos.

Ficha do jogo

10.11.1946 São Paulo (SP) Estádio Municipal de São Paulo (Pacaembu)

Sociedade Esportiva PALMEIRAS 0 X 1 SÃO PAULO Futebol Clube

SPFC: Gijo; Piolim e Armando Renganeschi; Ruy, Bauer e Noronha; Luizinho (capitão), Antonio Sastre, Leônidas, Remo e Teixeirinha. Técnico: Joreca.

Gols: Armando Renganeschi

Expulsões: Luizinho; Remo

SEP: Oberdan, Caieira e Gengo; Og Moreira, Tulio e Valdemar Fiume; Lula, Lima, Villadoniga, Canhotinho e Mantovani.

Expulsões: Og Moreira; Villadoniga

Árbitro: Bruno Nina

Renda: Cr$ 651.125,00

PP= Pontos Perdidos
NJ= Número de Jogos
SG= Saldo de gols
GM= Gols marcados
GS= Gols sofridos

FONTES DE PESQUISA: SITE OFICIAL E ARQUIBANCADA TRICOLOR
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s