O treino da alegria

Olá tricolores!

Não é mais novidade para ninguém, que uma pessoa que está feliz com o seu trabalho, rende muito melhor do que aquela que está descontente. E isso serve para o futebol também. Os métodos de trabalho que o técnico Leão vem implantando no dia a dia tricolor são no mínimo objetos de reflexão. Muitos o definem como durão, grosseiro, marrento, chato, exigente demais, disciplinador, general mesmo. Com isso, creio que a idéia que se tinha era de que os treinos seriam uma espécie de quartel, onde os jogadores treinariam sob medo e desconfiança. Mas não é bem o que se tem visto. Eles até estão passando por um treino muito mais forte e pegado em relação ao que eles vinham acostumados, mas contrariando a tudo, eles dizem se sentir mais felizes, mais contentes e confiantes com esses métodos de trabalho. Até mesmo o fato do técnico fazê-los treinar fundamentos básicos – postura, tática, chutes a gol – de maneira insistente e repetitiva, sob pena de “castigos” em caso de erros, têm surtido um efeito de descontração, alegria e motivação para que os resultados positivos apareçam em campo.

Uma coisa é certa: nos últimos jogos, já pode-se sentir uma diferença de postura e melhora tática, mas faltando pontaria. Percebendo essa necessidade, Leão implantou esse método de trabalho para finalizações, onde a repetição do fundamento, que, mesmo que eles já estejam cansados de saber, só os levam à melhora da sua técnica e conseqüentemente, melhora no seu desempenho e objetividade.

Além do lado técnico, Leão parece estar conseguindo realmente mexer com os brios dos jogadores, dando aquela chacoalhada que a diretoria e torcida tricolor desejavam. Só faltam os resultados positivos, também em campo, no jogo, valendo três pontos. Se todo esse trabalho resultar em vitórias, Leão passará no teste. E se funcionários felizes obtém resultados mais satisfatórios, nada como um patrão mais feliz ainda.

Bom final de semana à todos!

Por Lidiane Pereira

www.twitter.com/lidi__

 

Créditos: João Neto – VIPCOMM | http://www.globoesporte.com.br

 

 

Anúncios

Uma resposta em “O treino da alegria

  1. Parabéns pela observação Lidi.
    Quando eu li esses dias que Marlos e cia estavam treinando fundamentos, principalmente chute, pensei “no profissional, não deveria ser preciso, mas ainda bem que estão fazendo…”
    Jogador se acomoda e deixa o simples e básico de lado.
    Rogério Ceni só é o melhor, porque treina todos os dias, repetidas vezes, cobranças de faltas.

    Besos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s