De camisa 10 pra camisa 10!

De camisa 10 pra camisa 10! (foto: vipcomm)

Saudações Soberanos e Soberanas!!!

Hoje foi apresentado o novo camisa 10 Tricolor, Jadson recebeu a camisa nada mais nada menos daquele que foi possivelmente o maior camisa 10 do clube e um dos maiores ídolos do São Paulo: Raí, o terror do Morumbi.

Assim vimos passado e presente juntos e sonhamos com um futuro tão glorioso quanto passado.

O carismático Jadson chega com status de quem foi e ainda é um grande ídolo na Ucrânia, onde conquistou:

  • Três Campeonatos Ucranianos
  • Duas Copas da Ucrânia
  • Três Supercopas da Ucrânia
  • Uma Copa da UEFA

Tudo isso o credência ao posto de camisa 10 do Tricolor.

As expectativas são grandes também, afinal o último a fazer sucesso com essa camisa foi justamente o Raí que ganhou todos os títulos possíveis e que aposentou em 2000, logo se vê a responsabilidade de Jadson.

Agora nos resta torcer, no ano em que comemoramos 20 anos da primeira conquista da Libertadores e Mundial, cujo capitão foi Raí, Jadson e cia se inspirem naquela geração e façam o mesmo sucesso e conquistando grandes títulos.

Anúncios

Domingo é dia de Choque Rei!

Saudações Tricolores,

 

Não tão esperado como em outros anos, mas neste domingo teremos no Morumbi mais um clássico, mais um Choque Rei* para história.

Sabemos que os dois times ainda buscam a formação ideal, independente disso os dois estão na parte de cima da tabela, se não brigarem pelo título estarão até o final na briga por uma vaga na Libertadores.

Atualmente o Palmeiras não é o maior rival tricolor, mas sem dúvida é um dos maiores rivais. O primeiro duelo contra o nosso vizinho de Centro de treinamento aconteceu no dia 25/10/1936 no Parque Antártica com vitória da equipe alvi-verde. por 3 x 0.

O começo foi difícil para o SPFC foram 8 jogos sem conseguir vencer o adversário. Quando aconteceu a nona partida entre as equipes nem o mais fanático torcedor do ano de 1939 imaginou o que aconteceu. O jogo aconteceu na Rua da Mooca e o Maior do Mundo acabou com a equipe palestrina com um massacre de 6 x 0. Até hoje a maior goleada do confronto.

Até hoje foram disputados 284 jogos deste confronto com 100 vitórias do SPFC 93 vitórias da SEP e 91 empates.

Eu não me esqueço de 2 jogos que aconteceram em 1992. O Palmeiras havia ganhado a partida do Campeonato Brasileiro por 4 x 0 e de 3 x 0 pelo Campeonato Paulista, mesmo assim as duas equipe chegaram no final do ano para decidir o título paulista, o agravante era que o São Paulo tinha nada mais nada menos que a disputa do Mundial de Clubes contra o Barcelona no Japão. Então como sempre começaram a especular que o Tricolor colocaria um time misto em campo na decisão, afinal de contas, seria compreensível. Pois bem, o primeiro o jogo aconteceu no dia 05/12 e o São Paulo não quis nem saber foi para campo com o time titular e ganhou por 4 x 2. Na semana seguinte mais precisamente no dia 13/12 ganhou o primeiro título mundial contra o Barça.

Então começaram a falar que como tinha vencido o primeiro jogo que os principais jogadores seriam poupados. Não foram e foi mais uma vitória por 2 x 1. Foram 3 semanas incríveis com a taça do mundial e do paulista contra um dos maiores rivais na galeria de troféus no Morumbi.

Realmente foi uma equipe fantástica!

 

 

Voltando para o jogo deste domingo. O SPFC entra em campo para manter um tabu que já dura desde de 2002. De lá para cá o Palmeiras não conseguiu vencer o Tricolor no Morumbi. Neste período foram 32 jogos com 15 vitórias do SPFC contra 6 da SEP. Além do tabu citado, o retrospecto no Morumbi é favorável a equipe da casa num total de 111 jogos disputados foram 46 vitórias, 25 derrotas e 40 empates.

O M1to também tem bons números neste confronto foram 48 jogos,  22 vitórias 14 derrotas e 12 empates e o Palmeiras é a equipe que o goleiro marcou mais gols na carreira um total de 7.

Apesar de todos estes números serem a favor do São Paulo, não é a toa que este duelo leva o nome de clássico, o jogo será difícil. Como disse no começo os times ainda oscilam bastante. Será um jogo importante para as pretensões das duas equipes no campeonato.

Espero que o os números se confirmem e que o São Paulo vença.

Abraço Soberanos.

 

*Nome do clássico dado pelo jornalista Tomaz Mazzoni do jornal “A Gazeta Esportiva”.

Fonte: Futebol em Números por Rodolfo Rodrigues 

 

Opinião – Cristiano Damasceno

Saudações Soberanas!

 

Futebol é um negócio de maluco mesmo!

 

Há duas semanas o São Paulo estava em ascensão, tinha grandes chances de assumir a liderança do Campeonato, torcedores cheios de esperança, pois o time vinha de duas vitórias seguidas e enfim poderíamos sonhar com chances de ser campeão.

 

Tudo virou, o Tricolor está com vários desfalques, principalmente na zaga, pois se Rhodolfo e Xandão não tiverem condições para amanhã não teremos zagueiro de oficio para atuar na partida. Sei que esse foi um grande erro da direção, sabiam que Miranda e Alex Silva iriam embora e o Bruno Uvini estaria na CBF sub-20.

 

O Maior do Mundo continua com grandes chances de assumir a liderança, os rivais estão começando a dar sinais de queda, sabemos que nesse formato de campeonato todos os times passam por turbulências que são, contusões, suspensões e convocações para o time da CBF. Nós estamos vivendo nossa turbulência e estamos sobrevivendo, continuamos no pareo e se conseguirmos passar bem por ela acredito que no segundo turno nosso aproveitamento será melhor!

 

Teremos um final de turno complicadíssimo, America – MG amanhã em Minas jogo difícil pois eles são os lanternas do Brasileirão, Palmeira no domingo, independentemente da situação dois clubes é um jogo que não nunca tem favorito. Depois outra parada duríssima, Santos na Vila Belmiro. No meio de tudo isso ainda teremos o jogo de volta contra o Ceara pela Copa Sul-Americana, precisando reverter a derrota do jogo de ida lá em Fortaleza.

 

Mais do que nunca nessas próximas semanas o São Paulo F.C. colocará a prova o apelido de time da fé!

 

Abraços!

Um Tricolor no Maracanazo!

Saudações tricolores,

Todos que começam a jogar a futebol em qualquer lugar do mundo, com certeza querem jogar em um time grande do futebol mundial. Depois de conquistar este objetivo, se começa a pensar em servir a seleção nacional de seu país, depois disputar uma copa do mundo, até o sonho máximo que é fazer o gol na final desta copa do mundo e ser campeão mundial por sua seleção.

Albino Friaça Cardoso, não foi diferente, sonhou com tudo isso. Nascido no dia 24 de Outubro de 1924, Porciúncula, cidade na divisa do Rio de Janeiro com Minas Gerais. Num amistoso em 1943 onde ele jogava pelo Ipiranga contra o Vasco, chamou a atenção do técnico Ondino Vieira da equipe cruzmaltina que o levou para equipe de São Januário, no entanto logo foi emprestado para o Botafogo, mas não por muito tempo, voltando logo a equipe do Vasco para formar um time que foi apelidado de “Expresso da vitória” ao lado de grandes jogadores da época como: Ademir, Ipojucan, Danilo, Maneca e Eli. Foi com este time no ano de 1948 que ele conquistou o título do sul americano (Torneio disputado antes da Libertadores) daquele ano, inclusive com um gol de dele num dos jogos mais difíceis para a equipe carioca na casa do C olo-Colo com uma pressão de 50 mil torcedores. Não precisa nem dizer que este título é motivo de orgulho para Friaça.

No ano seguinte desta grande conquista ele foi negociado com o nosso São Paulo Futebol Clube para jogar ao lado de Bauer, Noronha, Leônidas da Silva, Teixeirinha e cia. Com eles conquistou o título paulista de 1949, inclusive com dois gols dele na final disputada no Pacaembu contra o Santos. Com ajuda destes dois gols ele foi artilheiro do campeonato com 24 gols. Até hoje o máximo de gols de um jogador são paulino no campeonato estadual.

Friaça foi chamado pela primeira vez para a seleção brasileira no período que esteve no Vasco, e ele participou da base da seleção que viria a disputar a Copa de 1950 no Brasil. Com esta seleção chegou a final.

A final tem como nome Maracanazo e aqueles que gostam de futebol sabem que foi o dia que o futebol talvez levou mais pessoas para um estádio, foi o dia em que mais de 200 mil pessoas ficaram quietas, choraram com a derrota da seleção brasileira por 2 x 1 para o Uruguai.

Agora o que poucos sabem é que o gol do Brasil foi de Friaça. Segue abaixo nas palavras do autor do gol a emoção que ele sentiu.

“A emoção foi tão grande que só me lembro de uma pessoa que veio me abraçar: César de Alencar, o locutor. Quando a bola estava lá dentro, ele gritou: “Friaça, você fez o gol!” Naquela confusão, ele entrou em campo e me abraçou. Nós dois caímos dentro da grande área…

…Passei uns trinta minutos fora de mim. Eu não acreditava que tinha feito o gol. Eu tinha potencial, mas estava ao lado de craques como Zizinho, Ademir e Jair. E logo eu é que fiz o gol.

– Ali nós já éramos deuses – admite Friaça.”

Ele tinha feito o primeiro gol do jogo, mas depois veio a virada celeste e o Brasil perdeu o título em uma das histórias mais marcantes do futebol mundial. Assim Friaça realizou quase todos os sonhos de quem quer ser um jogador de futebol, jogou por clubes grandes do futebol mundial, jogou por sua seleção, disputou uma copa, ainda no seu país, fez gol numa final de copa, mas…não foi campeão mundial por seu país e quase ninguém se lembra do gol mais importante da sua carreira.

Albino Friaça Carsoso morreu em 12/01/2009 aos 84 anos.

É isso soberanos a história de um Tricolor no Maracanazo.

Fonte:  globoesporte.com.   Blog do Mário Marcos e o livro “Os 55 maiores jogos das copas do mundo” de Paulo Vinicius Coelho.

O trecho com as palavras do Friaça são do livro “Dossiê 50” onde o jornalista Geneton Moraes Neto entrevistou os titulares daquela decisão.

Opinião – Cristiano Damasceno

Saudações Soberanas!

Hoje começa a participação do Maior do Mundo em mais uma competição Internacional, a Copa Sulamericana. Um torneio que não premiava com nada mais além de levantar mais um caneco para o clube vencedor.

Eu penso que em todo campeonato que a camisa mais vencedora do futebol brasileiro entrar para disputar, tem sempre que pensarem titulo. Achouma tremenda bobagem quando os clubes colocam times reservas e não valorizam os torneios que disputam!

Além do mais agora a conquista dessa Taça traz mais alguns benefícios além de colocar mais um troféu na galeria de vitórias, participação na Pré-Libertadores, já é um beneficio maior e que não deve ser desprezado, pois tendo em vista a dificuldade que teremos no Brasileirão desse ano, esse é o caminho mais curto, depois da Copa do Brasil, para a Libertadores da América 2012.

Dois meses atrás não via o Tricolor com elenco para disputar as duas competições, Brasileiro e Sulamericana, mas com a chegada de alguns reforços, retorno de jogadores da CBF Sub-20 e a volta do Luis Fabiano, da para jogar as duas sem problemas, pois agora temos um bom time titular e o professor Adilson Batista tem bons reservas para serem utilizados.

O desafio de estréia será o Ceara, time que vencemos no jogo do 1° Turno do Brasileirão, nessa mesma condição de visitante, alias se o São Paulo conseguir manter na Sulamericana esse retrospecto que tem no Brasileirão como visitante indigesto, será muito importante nesses confrontos de mata-mata, foi justamente o que pesou na eliminação para o Avaí na Copa do Brasil.

Esse deve ser o provável time para hoje a noite, Rogério Ceni; Piris, João Filipe, Rhodolfo e Juan; Denilson, Carlinhos Paraíba, Wellington e Rivaldo; Dagoberto e Cícero.

Cícero jogará mais adiantado, assim como fez na importante vitória do final de semana passado contra o Avaí na Ressacada.

Vamos Tricolor em busca de mais uma conquista Internacional!

Abraços!

Vamos São Paulo!!